6 razões pelas quais o gengibre faz bem ao nosso corpo

Os efeitos curativos do gengibre são valorizados pela medicina asiática há séculos. Enquanto isso, o mundo ocidental ainda esta descobrindo o poder do gengibre como remédio caseiro.

Confira neste artigo 6 boas razões para você consumir gengibre

Cru, moído, cozido, em pó, conservado em óleo ou transformado em chá, o gengibre é consumido de todas as formas possíveis. Mesmo em cosméticos e gel, ele agora é encontrado, como é o caso do Libidgel, que leva o gengibre em sua composição.

Ainda não conhece o estimulante Libidgel? Entenda para que ele server antes de comprar.

A raiz contém muito ferro, vitaminas, cálcio, potássio e óleos essenciais. No entanto, existem dois ingredientes importantes em termos médicos: primeiro, os chamados gingeróis, que compõem o sabor acentuado do gengibre. Se o tubérculo for armazenado por um longo período de tempo e seco, eles se transformarão no Shogaole ainda mais nítido. O gengibre ajuda especialmente:

1. Contra a náusea

Portanto, o gengibre sempre foi considerado um bom remédio para doenças do trato gastrointestinal. Então ele ajuda no enjoo de movimento e até mesmo contra as náuseas durante a quimioterapia.

2 – Como analgésico e anti-inflamatório

Os gingeróis agem de maneira semelhante ao ácido acetilsalicílico. Portanto, o gengibre é considerado “aspirina natural” e alivia dores leves, como dores de cabeça.

O Scharfstoffe também tem um efeito anti-inflamatório. Este efeito é útil para os atletas: Quem sofre de dores musculares, com cerca de dois gramas de gengibre cru ou aquecido pode rapidamente aliviar dores. Ele pode ser comido cru na salada ou você pode apenas morder um pedaço.

Da mesma forma, o tubérculo ajuda com doenças das articulações, como osteoartrite. E mesmo na dor menstrual, o efeito do gengibre já foi confirmado por um estudo realizado com 180 mulheres.

No estudo, foi comprovado que 250 miligramas de gengibre em pó, tomados quatro vezes ao dia, ajudavam tão eficazmente contra a dor menstrual quanto um comprimido de ibuprofeno de 400 miligramas.

3. No diabetes

De acordo com um estudo da Universidade de Sydney, o Gingerol pode ativar uma proteína que assume o transporte direto de glicose para as células musculares e de gordura. No entanto, os experimentos ainda não finalizado. No entanto, os especialistas já recomendam aos pacientes com diabetes tipo 2 “auto-experimentos” com gengibre.

4 – Para pele e cabelo

O gengibre promove a circulação sanguínea. E isso é especialmente bom para uma pele saudável. Portanto, o óleo de gengibre massageado no couro cabeludo pode estimular o crescimento do cabelo e ajudar contra a caspa. Devido ao seu efeito anti-inflamatório, o gengibre também é um bom remédio para espinhas.

5. Para resfriados e gripes

Especialmente com doenças brônquicas e gripe, o gengibre pode fazer muito para uma cura mais rápida. Novamente, o tubérculo alivia a dor. Além disso, os gingerols e Shogaole nos fazem suar, graças ao seu efeito termogênico. Ao mesmo tempo, o gengibre age como expectorante. Para resfriados, recomenda-se o chá quente de gengibre com limão.

6. O gengibre fortalece o coração e a circulação, reduz o colesterol

O consumo deste tubérculo diminui o nível de colesterol, e promove uma melhora significativa na circulação sanguínea. Dois gramas de gengibre por dia são suficientes para isso.

Gostou deste artigo?

Deixe seu comentário com suas dúvidas ou receitas que usam o gengibre.

Deixe um comentário